Regionais
  /  
Bahia

Incentivo aos negócios locais é marca de projetos da Suzano no Sul da Bahia

Publicado em 
15/12/2023
Produtos de agricultores familiares da Bahia foram vendidos no Espaço Sustentabilidade da Suzano, em São Paulo.

Companhia apoia pequenos empreendedores locais na parte de comercialização e produção

Com a proximidade das festas de fim de ano, o espírito de solidariedade e compaixão toma conta das pessoas, assim como ações de ajuda mútua, que podem acontecer entre vizinhos, familiares e até mesmo entre comunidades e empresas. Com base no seu direcionador de marca "Gerar e Compartilhar Valor", a Suzano tem buscado ações capazes de gerar impacto positivo nas comunidades em que atua.

Um exemplo é o apoio da empresa na comercialização dos produtos da agricultura familiar, produzidos por projetos sociais do Extremo Sul da Bahia. Em novembro, os produtos foram vendidos no Espaço Sustentabilidade do Escritório Central da empresa, em São Paulo, e na Unidade Jacareí (SP). Ao todo foram comercializados 60Kg de produtos das comunidades de Juerana e Nova Cravilina, em Caravelas, Helvécia Quilombola e Bela Vista, de Nova Viçosa, e Nova Brasília, de Mucuri.

Entre os produtos baianos comercializados para o público paulista, estão: mel, própolis, óleo de coco, cocada de cacau, rosca salgada, farofa de soja, doce de leite e beijú de coco.

Ao mesmo tempo que o projeto acontecia em São Paulo, outro grupo, entre os dias 21 e 23 de novembro, das associações de Bela Vista, Mulheres Mão na Massa e Nova Cravilina, forneceram Coffee Break para os participantes de eventos que ocorreram na fábrica da Unidade Mucuri. Foram ofertados produtos variados, o que contribui para a geração de renda para as famílias participantes da iniciativa.

"Em parceria com atores locais e organizações da sociedade civil, nossos projetos com as comunidades vizinhas possibilitam segurança alimentar, empoderamento e autonomia financeira às pessoas, fortalecendo negócios locais sustentáveis. Foram mais de 48 mil pessoas beneficiadas com os programas e iniciativas sociais promovidas pela Suzano no território baiano", ressalta o consultor de Desenvolvimento Social da Suzano, Andreone dos Santos Souza.

Apoio a artesãos

Bolsas confeccionadas com lona por artesãos da ALVA.

Outra iniciativa de destaque é o incentivo a produção de artesanato na Bahia. A Associação Lutar pela Vida em Abundância (ALVA), que atende a seis municípios do Extremo Sul baiano, já produziu diversos produtos com materiais recicláveis doados pela Suzano.

"Recentemente a associação recebeu uma entrega de rolos de lona, que eram utilizados como banners de publicidade, mas que foram reaproveitados pelos nossos artesãos para a produção de mais de 40 bolsas e sacolas de feira. É uma ótima iniciativa da Suzano, uma vez que são materiais que seriam descartados pela empresa, mas que está gerando renda para os nossos artesãos", ressalta a presidente da ALVA, Maria Nilce de Jesus Roxo Terra.

A ALVA foi fundada em 2008 como instrumento de fomento da economia solidária, com apoio do Programa Vencer Juntos da Pastoral da Criança e Fundação Grupo Esquel Brasil. Chegou a atender 40 grupos produtivos solidários e está, hoje, com 25 empreendimentos ativos associados. A associação realiza visitas às comunidades, identifica e apoia, entre a população socialmente vulnerável, pessoas com potencial empreendedor.